Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

VPN para leigos: o que é e como usar para garantir sua segurança

Publicado: Terça, 18 de Setembro de 2018, 10h00

Veja qual serviço é o mais indicado para manter o tráfego de informações em uma rede privada longe de interceptações.

A VPN (Rede Privada Virtual, do inglês Virtual Private Network), como o nome já diz, é uma tecnologia utilizada para conectar um ou mais computadores a uma rede privada, como de uma casa ou empresa utilizando uma conexão de internet.

Trata-se de uma maneira de manter as informações trafegadas pela internet mais seguras, já que funciona como uma camada de criptografia e autenticação que protege o tráfego de rede. Ela cria um túnel ou canal de comunicação por onde os dados passam encapsulados, sendo mantidos seguros até chegarem ao seu destino.

Ela pode ser usada com o intuito de proteger o acesso a uma rede de trabalho enquanto se está viajando e para defender os dados de navegação no caso de usar uma rede Wi-Fi pública. O uso de uma VPN é a melhor alternativa para garantir que a informação possa ser compartilhada de maneira segura.

Estas redes restringem o acesso a quem não está autorizado. Desta maneira, evitam ataques man in the middle, ou seja, previnem a interceptação das informações por cibercriminosos que imitam conexões íntegras ao se passarem por instituições ou empresas para roubar dados.

Atualmente, existem vários serviços de VPN que podem ser utilizados para alcançar o objetivo de assegurar a privacidade de dados. É possível, inclusive, escolher entre alternativas gratuitas. Abaixo, citarei alguns que podem ser um bom começo para quem quer se proteger, mas ainda não está familiarizado com essa tecnologia:

 

Proton Mail

Desenvolvido por entusiastas da Organização Europeia para Pesquisa Nuclear (CERN), o Proton Mail é um serviço de e-mail criptografado gratuito, que usa o Proton VPN para não manter registros de navegação dos usuários ou de suas sessões, exceto para a sessão ativa. Sua versão gratuita só permite navegar por servidores de saída nos Estados Unidos, o que faz com que o usuário esteja sob as leis de privacidade deste país.


Windscribe

De origem canadense, a Windscribe oferece serviço VPN com uma versão gratuita. Este plano, embora limitado a 10GB de dados por mês, é uma opção para aqueles que usam o serviço ocasionalmente.

O serviço pode ser usado por Windows, Mac, iOS, Android e até mesmo uma extensão exclusiva para usar no navegador Chrome. É interessante para viagens, já que o usuário pode optar por 11 servidores distribuídos em vários países da América do Norte, Europa e Ásia e com bons resultados de velocidade e conectividade.

Em relação à privacidade, sua política é bastante robusta e fácil de ler.

 

TunnelBear VPN

Lançado pela TunnelBear Inc., este aplicativo possui interface amigável e é fácil de usar. Ele é um dos poucos serviços deste tipo que oferece saída por meio de servidores no México e no Brasil, o que melhora consideravelmente a velocidade de navegação para usuários na América Latina.

O TunnelBear é multiplataforma e conta com versões para Windows, Mac, Android e iOS.
Em sua política de privacidade, a empresa garante que não salva os dados de navegação de seus usuários, mas o aplicativo solicita o registro de um e-mail para começar a usá-lo.
Sua versão gratuita não mostra anúncios para o usuário, mas, em contrapartida, permite apenas 500 MB de tráfego por mês.

 

Como escolher

Como existem várias alternativas de serviços VPN, o usuário deve levar em conta de que o objetivo principal desses apps é proteger suas informações e sua privacidade. Para isso, leia reviews de diversos serviços em sites especializados, verifique pesquisas de empresas confiáveis e estude atentamente as políticas de privacidade das redes VPN escolhidas, tentando optar pelo que parecer mais adequado às suas necessidades.

Aqui sugeri algumas opções para aplicativos gratuitos, mas recomendo que, caso tenha a possibilidade de investir algum dinheiro, escolha as versões completas, pois a sua privacidade vale o investimento.
Ao combinar essa medida de proteção com uma solução contra malwares, um firewall corretamente configurado e um comportamento responsável, é possível manter um alto nível de segurança das informações pessoais.

Publicado por OlharDigital

registrado em:
Fim do conteúdo da página